CCIABM
CCIABM
Início » Informações » Projeto ProSavana

Projeto ProSavana

shutterstock_74021293

O projeto ProSavana está sendo realizado a partir da cooperação trilateral entre os governos do Brasil, Japão e Moçambique.

Seu objetivo é desenvolver a produção do term paperservice setor rural através do incremento da capacidade de pesquisa e extensão rural e a realização de investimentos em energia, armazéns e transportes. Para atingir tais objetivos, o projeto irá fortalecer a capacidade e inovação técnica em áreas estratégicas para o desenvolvimento agrícola e rural, além de melhorar a competitividade do setor em matéria de segurança alimentar e de geração de excedentes exportáveis.

Os projetos implementados no quadro do ProSavana são coordenados de forma harmoniosa e integrada pelo Ministério da Agricultura de Moçambique (MINAG), pela Agência Japonesa de Cooperação Internacional (JICA) e pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC).

O projeto é desenvolvido de acordo com as mesmas técnicas utilizadas no programa PRODECER, que teve como intuito o cultivo agrícola no cerrado brasileiro. O que permite isso é a grande semelhança da savana africana com o cerrado brasileiro, pelo fato de ambos serem regiões de índice pluviométrico muito baixo.

 

Imagem mostra a área de desenvolvimento do ProSavana

A previsão atual é que o projeto seja concluído num prazo total de 35 anos. Nos cinco primeiros anos, os governos investirão um total de US$ 13,6 milhões na melhoria da capacidade de pesquisa e transferência de tecnologia para o desenvolvimento agrícola em Moçambique. A implantação dos projetos pilotos no âmbito da agricultura familiar e comercial será realizada dentro de um prazo de dez anos. Nos últimos vinte anos restantes, o plano diretor integrado de desenvolvimento será estabelecido no país.

O desenvolvimento do Projeto ProSavana é levado à cabo ao norte de Moçambique, abrangendo uma área de influênciah da via ferroviária que parte do porto de Nacala até a cidade de Lichinga, na Província do Niassa. O PIB da região é de US$ 845 milhões, onde o setor agrícola é responsável por 55% deste.

Consciente de sua missão em promover o fomento das relações socioeconômicas entre Brasil e Moçambique, a CCIABM tem trabalhado de forma a desenvolver diversas iniciativas que possam aproximar os produtores e o empresariado brasileiro das oportunidades de negócios e investimentos existentes no setor do agronegócio em Moçambique.

 

  • No campo institucional, destacam-se a Revista Brasília Maputo, que em sua 3ª edição no ano de 2012, realizou um especial sobre o agronegócio em Moçambique, levando até aos seus leitores as mais completas informações sobre o agronegócio no país.
    Além dos Seminários de Oportunidades em Moçambique, que são realizados nas principais capitais brasileiras com o intuito de informar empresários e investidores brasileiros das mais diversas oportunidades de investimento em Moçambique.

 

  • No âmbito dos negócios, a CCIABM frequentemente organiza missões empresariais voltadas para o agronegócio, visando uma maior aproximação entre o empresariado e produtores brasileiros com as oportunidades de negócios e investimentos existentes em Moçambique.
    Além de nossa assessoria para identificação de terras produtivas e cadeias logísticas, contando com o desenvolvimento de planos de negócios e a aproximação com parceiros tanto da iniciativa privada quanto governamental.

 

Se você se interessa pelas oportunidades de negócios e investimentos no setor do agronegócio em Moçambique, entre em contato conosco, pelo e-mail: contato@cciabm.com ou pelos telefones: +55 31 3243-3012 (BR) / +258 84 146-1019 (MZ).