CCIABM
CCIABM
Início » Notícias » Economia de Moçambique cresceu 7,1% no primeiro semestre

Notícias

Economia de Moçambique cresceu 7,1% no primeiro semestre

16 de agosto de 2011

A economia de Moçambique cresceu 7,1% no primeiro semestre do ano apesar dos choques externos que ditaram a subida dos preços dos produtos básicos, afirmou terça-feira em Maputo o ministro da Planificação e Desenvolvimento.

Falando no final da reunião do Conselho de Ministros, Aiuba Cuereneia disse ainda haver condições para reduzir a inflação para um dígito até ao final do ano, atendendo a que a taxa de inflação foi de 3% nos primeiros seis meses do ano e que o metical, a moeda nacional, continua a apreciar-se desde finais de 2010.

De acordo com dados do Banco de Moçambique, o metical apreciou-se 14,56% face ao dólar e 5,46% face ao rand da África do Sul.

De Junho de 2010 a Junho deste ano, a taxa de inflação dada pela média dos índices dos últimos 12 meses relativamente aos 12 meses imediatamente anteriores foi de 14,7%, sendo que o governo prevê para este ano uma taxa de 9,5%.

O ministro Cuereneia informou ainda que Moçambique exportou no primeiro semestre mercadorias no valor de 635,2 milhões de dólares e que as reservas sobre o exterior atingiram 2095,5 milhões de dólares, ultrapassando a previsão de 1895 milhões de dólares.

Apesar dos resultados satisfatórios em termos internos, o ministro disse que Moçambique está a ressentir-se dos fatores adversos que estão a influenciar a economia mundial, nomeadamente a subida dos preços do trigo e dos combustíveis.

“Em Dezembro de 2010, o trigo estava cerca de 306,5 dólares a tonelada e em Junho de 2011 a 326,4 dólares e o petróleo em Dezembro estava em 91,8 dólares o barril e em 2011 a 113,8 dólares”, indicou Cuereneia, afirmando que estes preços afetam a economia de Moçambique.

 Fonte : Adaptação Macauhub