CCIABM
CCIABM
Início » Notícias » Anadarko descobre novo furo de gás

Notícias

Anadarko descobre novo furo de gás

7 de fevereiro de 2011

A companhia petrolífera Anadarko Moçambique, operadora da Área 1 da Bacia do Rovuma, acaba de fazer a quarta descoberta de gás natural em águas profundas da Bacia Sedimentar do Rovuma, na província de Cabo Delgado.

A descoberta foi feita num furo de pesquisa designado Tubarão, o último de um total de seis que aquela empresa tem programado para a presente campanha de perfuração, iniciada em Dezembro de 2009.

O Ministério dos Recursos Minerais, que tornou pública a informação através de um comunicado de imprensa, realça ainda que a descoberta do gás foi feita em formações arenosas com uma espessura de mais de 33 metros.

O furo Tubarão, segundo a fonte, foi iniciado em outubro do ano passado, tendo sido executado em águas com cerca de 897 metros de profundidade e situa-se a aproximadamente 193 quilômetros a nordeste da cidade de Pemba, 30 quilômetros da costa e a 28 quilômetros a sudeste de um outro furo denominado Lagosta, no qual foi também descoberto gás em novembro de 2010.

“O furo Tubarão atingiu a profundidade de aproximadamente 4230 metros. Após a conclusão do referido furo, as perfurações irão prosseguir, esperando-se que o navio envolvido nesta atividade se desloque para o furo Windjammer, onde foi feita a primeira descoberta. Neste último furo, o navio prosseguirá com operações de extração de testemunhos de sondagem”, realça o comunicado.

O contrato de concessão de pesquisa e produção para a Área 1 da Bacia Sedimentar do Rovuma, foi celebrado entre o Governo de Moçambique e o consórcio constituído pela Anadarko e a Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH E.P.) em 20 de dezembro de 2006, com participações iniciais de 85% e 15% respectivamente. Entretanto, no decurso do contrato, o consórcio cedeu participações às empresas Mitsui E and P Mozambique Área 1 Limited (japonesa), Bharat Petroleum Limited (BPRL) Ventures Mozambique e Videocon (ambas indianas) e Cove Energy (britânica).

Com a cedência daquelas participações, a nova estrutura acionista passou a ser constituída pela Anadarko Petroleum Corporation, com 36% das ações, Mitsui E and P Mozambique Área 1 Limited (20%), ENH E.P. (15%) Bharat Petroleum Limited (BPRL) Ventures Mozambique e Videocon (com 10% cada) e Cove Energy Mozambique Rovuma Offshore Ltd (8,5%).

Fonte: Adaptação Club of Mozambique